terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ways

 
Segundo dia de aula, terça-feira, dia 3, tudo normal, tempo frio e gelado de um modo que você não se consegue moviementar-se direto e seus dedos fiquem meio lentos ao digitar qualquer coisa.
Hoje eu acordei tri-feliz e acho que vou ficar assim a semana inteira, pois nada me impedira.

Minha sala continua a mesma zueira e tudo acontece na maior rotina de sempre, sem nenhuma coisa nova, sinceramente eu adoro essa monotonia e essa coisa " de sempre" eu sou acostumado ha tanto tempo com isso que já considero essencial, admito que vou sentir muita falta disso, quando esse ano acabar e eu for para outros rumos e lugares, não será a mesma coisa.

Um grande amigo meu foi hoje a escola e de costume, colocamos mil assuntos em dia, cantamos Beatles e demos risadas de muitos fatos, eu particularmente fiquei feliz por tudo que ele me disse e desejei prosperidade para o mesmo.

[Irônia]Mil coisas para se fazer, pois é assim meu trabalho [/Irônia] a rotina voltou, das 1 as 5 sem realizar algum feito grande, ou alguma parcela do que eu quero fazer de verdade, só as mesmas caras/ brigas/ pedidos/ avisos/ promessas/ desavenças.

Tô pensando em me mudar, sair disso, sei lá, subir na vida e agir de uma maneira que eu quero, agora to indo tão bem com  oque eu sempre quis ou o que eu sonhei ter, arriscar uma pedrada num telhado onde já cairam tantas outras "pedradas", é quase impossivel não acertar o telhado, até agora o meu trabalho esta rendendo frutos, e aposto que renderão mais, consegui me fixar de uma maneira épica o meu estilo de vestimenta e acessorios.

Em todos os campos, eu estou me ampliando, conhecendo contatos ali e aqui, isso concerteza é um empurrão a mais, e uma chance para me empenhar na minha mudança de casa.

Adoraria, simplesmente adoraria que, todos os meus trunfos e cartas na manga se tornassem concretos, iria viver tão feliz, e teria um futuro prospero, para dar risada relembrando o passado com um filho sentado ao meu colo mostrando entusiamo ao ouvir tudo o que eu digo.

Um comentário:

Paola. disse...

Como eu amo te ver assim...